IBAMA 2018: Previstas 1888 vagas com expectativa para AL. Já está estudando?
   Wanessa  Oliveira  │     3 de setembro de 2018   │     10:31  │  0

Se pretende ter uma chance no concurso no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (IBAMA), mas ainda não começou a estudar, é melhor correr. Com previsão de 1888 vagas, após o último pedido protocolado ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), o edital deve sair a qualquer momento.

No último edital, cuja banca organizadora foi a Cespe (atualmente Cebraspe), foram oferecidas vagas para Alagoas e outros 17 estados, além do Distrito Federal. Dada a defasagem de quadro funcional, que se estende por todo o país em decorrência de uma série de pedidos de exoneração e aposentadoria, a expectativa é de que o estado também seja contemplado com vagas neste novo certame.

De acordo com a solicitação efetuada ao MPOG, foram requeridas 297 vagas para analistas administrativos, 832 para analistas ambientais, e 759 para técnicos administrativos. Os salários variam entre R$ 3.712,72 para técnicos a R$ 7.675 para analistas.

Para concorrer aos cargos de analista, é preciso ter diploma de curso de nível superior, fornecido por instituição reconhecida pelo MEC. Já para o cargo técnico, é requerido diploma de conclusão de ensino médio, ou técnico equivalente, em instituição reconhecida pelo MEC.

Disciplinas (possivelmente) cobradas

Se ainda está em cima do muro sobre estudar ou não para o IBAMA, é bom já ir decidindo e se organizando, uma vez que a programação requer uma série de disciplinas, seja qual for o cargo pretendido.

No último edital, as disciplinas cobradas para o cargo de analista administrativo foram: Língua Portuguesa, Informática, Matemática, Raciocínio Lógico, Atualidades, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Legislação do setor de meio ambiente, Administração Geral e Pública, Administração Orçamentária, Financeira e Orçamento Público, Gestão de Pessoas e Administração de Recursos Materiais.

Já para o cargo de analista ambiental, Língua Portuguesa, Atualidades, Ética no Serviço Público, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Legislação do setor de meio ambiente, além de conhecimentos específicos, relativos aos temas.

Para o cargo de técnico administrativo, por sua vez, foram cobradas as disciplinas de Língua Portuguesa, Noções de Informática, Atualidades, Matemática, Ética no Serviço Público, Noções de Direito Constitucional, Direito Administrativo, Legislação do Setor de Meio Ambiente, Noções de Administração, Noções de Gestão de Pessoas e Noções de Arquivologia. 

 

Tags:, ,

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *